quinta-feira, 11 de março de 2010

Nascer e renascer



Há um ano Davi nasceu. E junto, nasceram um pai e uma mãe. Avôs e avós, tios de sangue e emprestados. Nasceram doses de dedicação e várias outras de paciência. Nasceram dores no seio, visitas ao pediatra, conversas entre mães. Brotaram brinquedinhos espalhados pela casa, passeios no calçadão da praia, banhos de sol no início da manhã, cheirinho de bebê.

Renasceu vontade de viajar pelo mundo, e agora com mais uma mochilinha ao nosso lado. Nasceu vontade de brincar de Lego, de jogar bola, de sentar na grama do quintal para deixar o tempo passar. Nasceu vontade de fazer festa de aniversário, de escrever cartinha para Papai Noel, de cantarolar Cocoricó, de contar histórias antes de dormir, de explicar como os bebês vão parar na barriga de suas mamães.

Nasceu o desejo de levar para ver o nascer do sol, as baleias, o vento gelado no rosto e tantos outros presentes naturais e diários.

Davi nasceu há um ano e, junto com ele, uma inexplicável vontade de ser simples e de mostrar o quão simples pode ser o nosso mundo. Davi nos faz lembrar que é preciso RE-NAS-CER sempre, dia após dia, todos os dias das nossas vidas.

3 comentários:

Joana disse...

E junto com o Davi também nasceu uma nova Lú, ainda melhor que a anterior (se é que isso é possível).

;D

Le Vin au Blog disse...

Oi, Lú! Lembrei do Davi no dia 5! Parabéns para todos vocês! Beijos. Quem sabe neste ano conseguimos conhecê-lo pessoalmente.

Caroline Cezar disse...

Perfeito.